english version
Recursos do Site
Menu Principal
Fim Menu Principal Hommus
Matriart News

Cadastre-se e receba em seu e-mail, todas as novidades da Matriart LG.

( fim de malabo news )

Comportamento e relacionamento com o homem

O chihuahua passou por cruzamentos para diminuir seu tamanho e para tornarem-se “eternos bebês”, o que gerou alguns pontos negativos em sua personalidade. Apesar disso, é visto como o cão de colo número 1 no mundo, graças a seu 1 kg e sua aparência exótica.

De acordo com estudos sobre a inteligência canina e, principalmente, em lista elaborada pelo veterinário e neuropsicólogo Stanley Coren, na qual divide a inteligência destes animais em três – adaptativa (capacidade de resolver problemas), instintiva (comportamento ditado geneticamente) e de obediência (capacidade de obedecer a comandos) – o chihuahua, apesar de ser considerado um cão doméstico bastante esperto, aparece no ranking na 67ª colocação, dentro do grupo de cães de inteligência em trabalho e obediência razoáveis, o qual é composto, em maioria, por raças de pequeno porte.

Estes cãezinhos são conhecidos por sua personalidade e lealdade, embora mostrem-se intolerantes com crianças, até mesmo por seu diminuto porte físico. No entanto, são reconhecidamente ágeis e inteligentes dentro de seus lares, embora sejam relutantes a comandos básicos. Seu tamanho o torna um cão adaptável a diversos ambientes, incluídos apartamentos, mansões e fazendas. Como ponto negativo, os chihuahuas apresentam-se propensos a instabilidade nervosa, o que os torna excessivamente medrosos, ciumentos ou agressivos. Tal propensão requer que este animal seja bem treinado desde cedo, a fim de adapta-lo corretamente. Em geral, é descrito como um cão afetuoso, divertido, amoroso e bom companheiro.

Sua relação com o homem começiu quando os norte-americanos os descobriram no México e iniciaram cruzamentos seletivos a fim de diminuir ainda mais os excêntricos cãezinhos e chegar ao padrão atual. Os chihuahuas são classificados por seus donos como cães de colo, daqueles que não precisam de muito exercício, ainda que pequenos passeios pela rua sejam recomendados.

Considerado também como excelente cão de alerta, é necessário evitar que ele tenha o hábito de latir demasiadamente, o que pode gerar problemas no relacionamento homem e cão. Como outro fator negativo envolvendo a raça e o ser humano, está o fato do homem cruzar levianamente estes pequenos na busca pelo lucro, o que gera animais psicologicamente instáveis e uma visão de histéricos sobre os chihuahuas. Além desses, outros problemas advindos desta má qualificação humana no manusear o pedigree são a agressividade com crianças e a difícil domesticação, características não comuns em exemplares considerados puros. Para alguns, o chihuahua é ainda visto como muito delicado e uma presa relativamente fácil para animais maiores, incluídas aves como as corujas. Por essas razões, o adestramento de obediência é pauta constante em livros sobre estes caninos, que podem facilmente ser envenedados de forma letal após ingerirem pequenas quantidades de plantas ou comida.