english version
Recursos do Site
Menu Principal
Fim Menu Principal Hommus
Matriart News

Cadastre-se e receba em seu e-mail, todas as novidades da Matriart LG.

( fim de malabo news )

Chihuahuas na cultura

Ter sua imagem superexposta como cão-acessório causou o abandono em massa de chihuahuas nos Estados Unidos em 2011.

Presentes na sociedade humana desde a época dos toltecas, embora diferente de como se apresentam hoje, os chihuahuas, além de despertarem a curiosidade do homem, despertaram também a preocupação. Para se ter um como “bebê de companhia” é preciso se tomar uma série de cuidados e até mesmo livros foram lançados com capítulos inteiros explicando a necessidade de se atentar a esta miniatura canina. Por ser um animal de natureza curiosa, os conselhos vão desde os cuidados com a água em banheiros e cozinhas, até os tratos com objetos pessoais, como brincos e maquiagem, que devem ser guardados em gavetas.

Durante as tentativas de popularizar a raça, esteve a adoção dela como “garota-propaganda” de uma rede de fast-food mexicana chamada Taco Bell. Ser uma das preferidas entre as celebridades, como a socialite norte-americana Paris Hilton e outros famosos, também ajudou e ainda colabora na popularização do diminuto cão. Entretanto, em 2011 os Estados Unidos passou pelo recorde de cães miniaturas abandonados, fato este causado pela superexposição do cãozinho na mídia, que levou a população norte-americana a usar os chihuahuas como acessórios da moda para depois deixa-los em abrigos devido aos cuidados que os pequenos exigiam. Essa situação, no entanto, passou pela intervenção de uma organização estadunidense, que resgatou dezenas de cães para serem adotados, sendo esta apenas a primeira operação.

09204145
Gidget, a estrela de Taco Bell

A presença do chihuahua em filmes e na televisão teve início em 1991. No desenho Ren & Stimpy, sua primeira aparição em veículos de comunicação enquanto artista, foi o protagonista da série Ren Hoek, um cão neurótico, que frequentemente sentia a necessidade de se livrar de seu amigo, o gato Stimpy. O desenho teve seis temporadas e foi lançado em 11 de agosto, terminando em 14 de novembro de 1996. Ren & Stimpy ainda foi destaque por causar polêmica entre pais e psicólogos, já que Stimpy, apesar de sempre bem educado e simpático, sofria com as loucuras do chihuahua. Cinco anos mais tarde foi lançado o filme Marte Ataca!, no qual marcianos invadiam a Terra. O chihuahua que aparece na película é chamado Poppy, e em experiência alienígena o animal trocava sua cabeça pela da jornalista Nathalie Lake, personagem interpretada por Sarah Jessica Parker.

O cachorrinho também apareceu em mais três filmes de repercussão: Perdido pra cachorro, Legalmente loira e Legalmente loira 2. No primeiro filme, a protagonista Chloe é uma rica chihuahua, que se perde no México, recebendo então a ajuda de três outros cães, um rato e duas pessoas na tentativa de voltar para casa e resgatar o amor de sua vida, Papi. Já nos outros dois filmes, Brusier é o cão de colo de Elle Woods, a loira que tenta provar ser inteligente, interpretada pela norte-americana Reese Whiterspoon. Como destaque desta série, está o fato do cãozinho ser gay. A paródia da série Twilight de 2010, Vampires Suck, traz um lobisomem que, quando nervoso, transforma-se num chihuahua. No filme Transformers e em sua sequência Transformers: Revenge of the Fallen um dos robôs assume a forma de um chihuahua, por decisão do diretor Michael Bay, pois assim seria mais engraçado.

legalloira1

Entre os chihuahuas mais famosos na sociedade humana estão Boo Boo, registrado no Livro dos Recordes para o ano de 2011 como o menor cão do mundo: se comparado a objetos, este chihuahua é do tamanho de uma lata de Coca-Cola.; Tinkerbell, a cachorrinha de Paris Hilton, que “escreveu” o livro Tinkerbell Hilton Diaries e atuou ao lado de sua dona no programa The Simple Life.; Geraldo, que figurou no filme Batman Returns; e Momo, a primeira chihuahua policial japonesa, que ajuda em missões de resgate na prefeitura de Nara após desastres como terremotos, já que é capaz de entrar em lugares muito pequenos.